sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

A cerveja mata?

Fui no Biroscão, um barzinho daqueles bem fedidos, que fica perto de uma "burracharia" e que vende refrigerante (qualquer um), uns salgadinhos frios e borrachudos, cerveja, uísque, montila, e claro, cachaça.
Tinha o dono do bar, três papudinhos (papudinhos sao aqueles caras que se beberem água morrem) e um bebum... eu tinha que fazer um trabalho de escola, então perguntei em alto e bom som:
- Vocês podem me responder uma coisa?
Os papudinhos se olharam como quem diz "que que essa menina tá fazendo aqui?!"
- Claro, menina - me respondeu o dono do bar.
- Éééééhhh, a gente... pode responder sim...
- Eu tô fazendo um trabalho do colégio, e queria que vocês me dissessem se cerveja mata.
- Ãh!!
Os papudinhos se dividiram, um dizia que sim, outro que não, e o outro que depende. Aí o bebum falou:
- Mata... ihc... a cerveja mata, sim!
- Mata?
- Mata... vê só... ihc...
- Ontonte mêêêsssmo, eu vinha na... na venida do governador... lá perto do bar do Cristão e vi a cerveja matar... um... ra... paiz
- Foi, me conte enquanto anoto aqui no meu caderno?
- Foi cirrose? Perguntou o dono do bar.
- Um caminhão... chêi de cerveja... vinha e fêiz uma curva braba...
- ... uma caxa de cerva vuou do caminhão e... cabum!!! Acertou o rapaiz em cheio...
- ...morreu na hora...
- ... Sim, a cerveja mata

5 comentários:

TonMoura disse...

ainda bem que caminhão de cachaça ninguém vê, né?

Vênus disse...

rsrssr...Mas,é claro,como vc pôde provar, a cerveja não mata...o que mata é o caminhão da cerveja..rs

Tudo bem com vc,meu amigo?saudades!
Bjs

Amigao disse...

Amigão,não consegui prestar atenção no texto.Como um grande cervejeiro que sou, me assustei com a imagem que ilustra o post, é um terror.Uma tragédia.Não nem consigo olhar para a foto.Tira isso dai.Que tragédia foi esta?

Jussara Gehrke disse...

credo! é verdade ou é um conto, nao entendi.

Nóis disse...

é verdade!! é verdade!! isso é triste, como disse o amigao... não consegui tirar a meu olhos de uma tragédia igual a essa... e prazer mórbido me aflinge... rsrsrsrs

até.