quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Velho Lua


Luiz Lua Gonzaga é um símbolo nacional e nordestino de musicalidade e poesia. Embora muitos discordem, mas seu cancioneiro é conhecido em todo o Brasil, em sua homenagem, e como forma de divulgar um pouco de seu acervo apresento este xote muito gostoso, cuja letra conta com humor e picardia um fato comum no nordeste dos meados do século XX:

"OU CASA OU MORRE

Cumpadi Ludugero o caso é muito séro
seu filho Delotero deu um cheiro em minha filha
Por esse atrevimento eu fiz um juramento :
ou sai o casamento ou morre toda famiia


Já convidei o promotor e o juiz, o vigário da matriz
de gravata e apetrecho.
Tenente Juca chefe do destacamento
pra fazer o casamento ou assisti o enterro.

Cumpadi Ludugero o caso é muito séro
seu filho Delotero deu um chero em minha filha
Por esse atrevimento eu fiz um juramento :
ou sai o casamento ou morre toda famiia

Nossa famiia a mulher só leva chero
Do marido verdadero assim mesmo ninguém vê
A minha filha não pode ficar cherada
Pois ou ela sai casada ou muita gente vai morrê"

2 comentários:

MUTUMUTUM disse...

Interessante é q não curto mto esse negócio de xote (roqueiro não costuma ser mto eclético), mas já tinha ouvido falar desse cara...

... e, o pior: curti o som :o

Abraços o/

Amigao disse...

Lembrei da música, era muito cantada lá nos tempos de moleque.Ate cantei agora lendo a letra.
abração