terça-feira, 1 de abril de 2008

Passeio

Ando pelas ruas devagar a vagar sem passos largos, nem curtos, com meus ouvidos surdos pra tantos ruídos que penso existir... O olhar, sim, está aceso como quem pratica um incesto com todas as minhas irmãs (e irmãos) que vejo na rua e aqueles que imagino e vejo em pensamento e os sinto tão irmãos filhos da mesma placenta, todos tão geminais. tão diferentes e tão iguais, com os mesmos sentimentos e procuras de segurança, de amor, e de dores que os motive viver (viver sem batalhas deve ser um saco!) (é um saco viver sem batalhas!). Ando sumindo pelas estradas que já andei, só eu sei pra onde vou mesmo sem destino certo mas só eu sei onde colocarei o pé no próximo passo mas nem percebo que ando... Nada procuro, só vago pelo mundo, devagar, divagando, rindo de histórias que nao vivi... devo estar bonito ou ridículo, porque olham para mim, mas tão distraído não sinto seus olhos e vagueio pelo recreio vendo, ouvindo, e enganando os órgaos dos meus sentidos não vendo, não ouvindo, não cheirando só andando, só... andando... quem não tem pronde chegar não tem pressa no andar... isso chama a atenção dos tão apressados, inutilmente apressados, que passam por suas vidas e não percebem como é gostoso as gotas do chuvisco escorrendo pelo rosto as gotas da vida escorrendo pela alma as gotas da saudade escorrendo pela mente as gotas do futuro escorrendo pelos olhos... ando feliz, sorrindo pra mim mesmo, devagar, só ando, sem chegar e sem parar...

4 comentários:

tita coelho disse...

gostei muito! andar sem parar... sem se preocupar com o tempo. Isso é tudo
beijos

Vênus disse...

Oi,querido
Pedoe o sumiço..Até que enfim já me mudei para o Rio e estou muuuuiito cansada...Só hoje liguei o PC e vim visitar mues amigos...

Adorei sua poesia...Parece feita pra mim..Estou assim:vagando,andando e deixando os sentimentos falarem por mim..

Grande beijo

Débora disse...

Olá,amigo
"O olhar, sim, está aceso"
É isto o que importa..olhar aceso para as alegrias da vida..saudades!
Bjs

Van disse...

...
Não sei se vale qq palavra que me saia.
Não sei se chegam.
Ao que parece, esse vagar foi dar é noutro lugar.

Sem chegar...

Melhor assim? Melhor calar.

Beijucas e good bye que o navio já vai zarpar....
Fica bem e boa sorte em tudo.