terça-feira, 6 de maio de 2008

BLOGAGEM COLETIVA: Safira e o ciúme virtual

Primeiro, quero discordar de meu guru:

Hoje é minha vez de participar desta blogagem que o grande Bruno, Exagerado nos convidou. Na verdade, ele convidou o Ótimos e estendeu o convite a todos os blogueiros. Como o Ótimos também me convidou, eis-me aqui.

Primeiramente quero discordar de meu guru:
Ótimos, nem todo ciúme é virtual. Nem tudo o que é abstrato é virtual, uma coisa não é virtual somente porque não vemos, tocamos, cheiramos e porque tal coisa está fora de nossa capacidade sensorial. Amor é virtual? Ódio é virtual? Riso é virtual? A virtualidade refere-se a uma realidade imaginada, não a uma realidade abstrata. Um sonho, enquanto dormes, sim, é uma realidade virtual; uma novela ou um filme, são realidades virtuais, embora os sentimentos que aflorem no sonhador e no telespectador, são sentimentos reais (desculpe Talício - mas você teve sorte, se sua mulher estivesse na TPM poderia ter causado um pintocídio).

Sanada a dúvida, e feita a queixa, vou discorrer sobre ciúme, em especial o ciúme virtual:


Sou ciumenta, sou possessiva, qual mulher não é? Aí entramos com a desculpa: "se for um ciumezinho que norteia a relação, tudo bem; só não pode ser doentio ou exagerado". Doentio e exagerado o cacete, ciúme é ciúme e pronto... se o carinha pisa na bola e dá margem para paquera e para a imaginação de outra mulher, é pra ser condenado, sim...

Quem determina o "grau" de ciúme, se ele é exagerado ou normal! existe algum ciúmetro? Não estas coisas são incomensuráveis, o que pode acontecer é a pessoa perder o juízo e sair por aí dando bolacha em todo mundo e atirando pra todo lado - descontroladamente. Se for uma mulher, a gente desculpa devido às cargas adrenalínicas da TPM.

Confessem aí, mulheres, é ou não é gostoso sentir ciúmes? Aquele sentimentozinho de posse, aquela cara de má que fazemos, aquele olhar que lê a alma masculina e deixa o cara menor que uma formiga anã?! E as piadinhas que soltamos! E aquelas ameaçazinhas: "pois quem te garante que sou fiel?", "se você olhar de novo, amanhecerá com a fronha rasgada"...

O sentimento do ciúme começa com o aumento de nosso batimento cardíaco, aí a adrenalina vai crescendo e tomando conta de nosso juízo, de nosso raciocínio, aí passamos a odiar e queremos esganar, trucidar, esfolar vivo - a mente feminina é muito, mas muito fértil mesmo (ainda mais se for ciumenta), aí a gente começa a conjecturar: ah, por isso não me telefonou; naquele dia que tava com o celular desligado era pra não receber ligação da piranha, aquelas-zinhas do msn que nem sei quem é e de quem ele nunca fala só podem ser umas vacas! E quando ele sai daqui de casa será, que vai pro direto pro apartamento? Será que na hora do almoço, ele aumenta as estatísticas de motel? (vocês sabiam que os horários que os motéis são mais cheios são na hora do almoço e em dias de jogo?)

Pronto, o barraco está montado, só falta derrubá-lo...

O sentimento de ser traída é uma maravilha, principalmente quando não somos traídas (fica só na impressão), porque acuamos nossos homens na parede, como bandido cerca o mocinho num beco sem saída (a gente sabe que ele vai se safar com uma mentira ou desculpa qualquer), mas a gente quer mesmo é a endorfina de depois da briga, aquele sentimento de cansaço e de domínio dão lugar a um sentimento de carência afetiva... aí começamos a acariciar nossos cabelos (sinal clássico que queremos xamego), abaixamos a cabeça (sinal de que queremos ouvir palavras boas e bonitas), choramos (sinal que queremos um leve abraço, companheirismo e segurança na relação), aí beijamos e beijamos (sinal de que queremos encerrar a briga com uma trepada ardente, carinhosa e muito cheia de beijos).

Não tenho nada contra os ciumentos e as ciumentas, contanto que tenhamos o controle para as agressões serem só verbais, porque passados alguns minutos estaremos bem... e passados anos riremos muito disso tudo - quando envelhecermos, riremos de todas as estupidez da juventude e seremos felizes velhinhos saudosos de nossos amores ardentes nas pias, jardins, semáforos, praias, cinemas, escadas de serviços, praças...

5 comentários:

BRUNO LEONARDO disse...

Ah,Safira
Menina,é isso aí!Vc foi fundo no tema e na alma tanto feminina quanto masculina,porque não tenha dúvidas ,o ciúme do macho ainda é muito mais fantasioso do que o da fêmea,pois pra ele é muito mais difícil saber que outro homem desfrutou do que é seu,Sim,é o tal do machismo..mas,compreensível!!
Gostei da parte de quando ficarmos "velhinhos"..rsrsrs

Beijão e obrigado pela participação!

Zayin disse...

rsrsrsrs Gostei muito do seu post!
esta realmente dentro assunto!

Quanto as agressões, mesmo as verbais, são ingredientes, pra que a velhice não acontece, ao lado de quem utilisa as palavras pra ferir a outra pessoa!

A vida de casal é muito dificil. Viver em atritos causados por ciumes,nesse caso, o melhor é nem casar! O casamento sendo uma instituição, é dor de cabeça dobrada, quando existem constantes brigas e discursões que denomino de infantis, é tirado, todo prazer de continuar qualquer ideia, de envelhecer com a outra pessoa, causadora de problemas.

Existem outros centros de interesse, que proporcionam assuntos mais interessantes,que permetem colocar +pimenta na vida de duas pessoas! e quando se encontra alguem, equilibrado, ao mesmo tempo pimentachoque, por ser firme, com certeza o encanto pode ir até na velhice. claro cada qual com sua maneira. Eu, não tenho temperamento, pra viver com alguem ciumento!

www.zayinguimel.blogspot.com/
se você quizer passar no espaço, terei prazer de recebe-los.

Beijo

Hashmalim
Julia

Joanne e Cláudia disse...

"Safira"
Sou igualzinha a vc...ciumenta e possessiva....e adoro fazer as pazes depois de uma briga por causa de ciúmes...é assim mesmo,a gente xinga,chora ,beija e sempre acaba na cama...rsrs

Seu guru é Ótimos!

bjs
Clau

Flávia & Kbça disse...

Oiiii... sou a esposa do Kbça e te convido para ler a minha versão sobre o tema... hehehe... beijoks!

Vênus disse...

Querida Safira
Vc sabe tudo,menina:"se for um ciumezinho que norteia a relação, tudo bem; só não pode ser doentio ou exagerado".
Você nos faz uma pergunta:"Confessem aí, mulheres, é ou não é gostoso sentir ciúmes"? E eu respondo:É Ótimo!Se for um ciúme inventado,só pra acuarmos nosso homem e fazer aquelas pazes que vc tão bem descreve!
Agora me diga:Como vc sabe que "Será que na hora do almoço, aumenta as estatísticas de motel? (vocês sabiam que os horários que os motéis são mais cheios são na hora do almoço e em dias de jogo?)" Melhor deixar pro seu guru explicar...Hã!!
Mas,pode ter ceerteza,nem todas as amigas que conversam no mSN são "!isso aí"..rsrs

Beijos