domingo, 20 de julho de 2008

Lendas (?) Urbanas

Alguém pode me explicar isso? Aconteceu comigo: Um amigo meu, taxista, estava adoentado em convalescência, em casa, quando recebeu um telefonema de um passageiro que queria que ele fosse pegá-lo no aeroporto de Fortaleza... sem condições de ir ele perguntou-me se eu poderia ir em seu caro pegar o passagero no aeroporto e trazê-lo à nossa cidade, topei. Eram 16 horas e 30 minutos quando saí para Fortaleza... no caminho, numa localidade denominado Frios, uma mulher e pediu carona... parei e dei carona a ela... Seu nome era Silvioneida (nome fictício) e pediu para leva-la até sua casa em Fortaleza, mas que nã tinha dinheiro para pagar a viagem... como eu já estava indo à Fortaleza, mesmo, não lhe cobrei a viagem... Mulher bonita, inteligente, conversamos por aproximadamente duas horas, tempo da viagem, até que lhe levei à sua casa. Ao descer ela disse se chamar Silvioneida e disse que eu aparecesse quando quisesse... Cinco dias depois, estive em Fortaleza, e como estava sem fazer nada fui à casa de Silvioneida... chamei e me apareceu ma senhora de uns 70 anos. perguntei-lhe se Silvioneida estava e ela me isse que ali não morava ninguém com este nome, então, olhando para dentro da casa vi uma foto de Silvioneida na parede, e insiti para vê-la e lhe contei a carona que dera a ela. A senhora insistiu que naquela casa nã havia nenhuma Silvoneida, aí leh mostrei a foto dela. e disse que ela era aquela moça da foto... A senhora me disse que eu estava muito enganado, porque aquela era sua filha, Silvioneida, mas que ela já havia morrido há 20 anos. Sem entender nada, fiquei nervoso...

6 comentários:

BRUNO LEONARDO disse...

Oi,Rui
Tudo bem contigo,cara!

Vc ficou "nervoso"????só???Eu acho que eu sairia correndo ...ainda bem que na minha saga taxista nunca peguei nenhum fantasma...rs

grande abraço

BRUNO LEONARDO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
HBR disse...

KKKKKKK.

Qualé mano, foi pra cama com um ser holográfico e se assustou, foi?

conta aí, é igual a uma de carne?

KKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!

Débora disse...

Ahn??Meeeeeedoo!!

bjs

Ângela Coelho disse...

Rui!
Isto é verdade?
Está parecendo as histórias de terror que meu marido conta. Me dá um medo.
Abraços.

Gabriella Santos disse...

kkkkkkkkkkkkk
Meu pai me contou várias histórias desse tipo.
Essa bem que podia convencer se não tivesse acontecido com meu tio, meu pai e meus primos.
Bom início de semana.