sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Safira medita

Um pouquinho de sal, dá sede; um pouco de óleo frita um ovo, ou um bife; uma gota de limão coalha o leite; uma bola na rede vence o jogo, ou o perde; se faltar um grama, não temos uma tonelada completa; uma andorinha não traz verão, mas enfeita o céu... quantas coisas pequenas e insignificantes assumem grande significado se vistos de outra forma...
Há tanta gente para quem basta um riso, um olhar, uma mão pra apertar... não é dinheiro, nem bens que precisam, meus amigos, é de um gesto humano... quantas lágrimas rolam quando um abraço chega oportunamente, e quantos corações se quebram quando não vem de jeito algum...
Nada é grande em si, pois cada coisa, todas as coisas, materiais e abstratas, sólidas ou etéreas, visíveis ou imperceptíveis, são formadas por coisas menores que as montam, as produzem, as criam...
Cada um de nós somos formados por bilhões de microorganismos chamados células, que têm vida própria e se juntam nos dando vida... unamo-nos para dar vida também...
Sim, estou contemplativa hoje, porque uma menina de oito anos me ensinou o que eu já sabia... apenas uma gota de água não é chuva, mas sem ela a chuva não existe

2 comentários:

Vênus disse...

Oi,Safira
Saudades de vc!
Que coisa mais linda!!!

Sabe,sou daquelas para quem basta um riso,um olhar,uma mão pra apertar...

beijos

Heber disse...

Tô remetendo um livrinho interessante - God´s Debris. Que continuará interessante enquanto for lido de forma despretenciosa mas se tornará um absurdo na medida em que os intelectualóides começarem a transformá-lo em base filosófica ou até mesmo religiosa. A tradução chama-se "Partículas de Deus" mas não está disponível na net. O original foi postado pelo autor.
Esse texto teu me fez lembrar dele