terça-feira, 21 de outubro de 2008

Talício sonha com Newton

Primêro vamo lembrá que o cabra chamado Niuton era judeu (vê o nome, Isaac), e viveu a uma penca de anos atrás, e que a coitada da mulé dele só pudia sê paridêra, cunzin-êra e cuidadêra dos bruguelin barrigudin do casá...
Aí, o Niuton chegô espavorido dento de casa:
- Mulé, mulé... vem cá mulé... - correno com uma maçã na mão!!!
- Mulé... vem cá... eu discubri uma côsa mulé!!!
A dona Niuta chega correno cum pano na cabeça, cuns cabelo arrupiado e uma bassôra na mão:
- Que foi, homi de Jeová, amém, amém!!??? - Veja isso, mulé!!
Disse o Niuton cuma maçã na mão e o braço insticado:
Aí o Niuton sortô a maçã, que caiu. Claro, ela num pudia ficá afrutuano!!!
...
A dona Niuta olhô pru homi, quebrô as cadêra, pôs a mão na cintura:
- Que é homi? tu tá variano!!
- Não, mulé, vê só...
E Niuton pegô di novo a maçã, insticô o braço e sortô a maçã, que di novo caiu... O riso de Niuton num si contin-a?
- Tá veno, mulé...
- Veno o quê homi de Javé!!??
- Cai! Cê ta veno, a maçã cai!!! e riu, riu muito...
- Homi, dêxa de sê besta!!! Todo muno sabe que a maça cai!
- Sim, mulé, vê só - e repetiu a insperiênça!!!
- Homi, se num qué que caia, bota esse negóço im cima da mesa, ora!!
- Mulé tudo cai... tudo cai...
- Arre égua, homi! Depôis de véi deu pra falá bestêra, foi??!
- Você num intendi mulé!! Eu fiz uma grande discoberta!!!
- Discubriu o quê, homi... que a maça vai caíi se num ficá im cima da mesa?
- Não, muito mais!!! Discubri que tudo, tudo mesmo cai!!!
- Pronto!! Dixe a impaciente dona Niuta - aperreô di vez!! e ainda diz que as muié é mais burra que homi...
- Mulé essa diferença de secsu num entra nexa discussão, não! O negóço é grande, grande mermo... vô fica famoso no mundo todo... Vai tê facudade cum meu nome, museu, praça... tudo. E quano inventarem o prêmo Nobel vão dizê que seria muito bom se pudessem ter me dado um, e praquele tal de Leonardo!!!
- Home, chega!! Já falô bestêra de mais...
- Isso num é bestêra mulé, é ciênça!!
- E como você chegô a uma discuberta tão.. tão... tão... importante? - debocha ela
- Bem, mulé, eu tava tirando um cochilozin debaxo da maciêra que seu Dodô prantô aqui...
- Tinha que sê... eu barreno a casa, lavano a rôpa, cuidano dos barrigudin... e tu na fóga, deitado, dormino debaxo da maciêra...
- Mulé essa discussão agora não...
- Tá bem seu inerte (discubri exa palavra onti, e vô usá um bucado: inerte! inerte! inerte! - pensô ela)...
- Aí a maçã caiu na min-a cabeça, e me deu um estralo!!!
- Ainda bem que num foi o galho né!? bem que pudia sê uma bigorna - hehehe...
- Num deboxa mulé!
- Tá vai...
- Poizé... assim eu percebi que tudo cai... que tudo é atraído pela terra...
- Graaaaaaaaaannnnnnde, dãã, procê...
- E isso vai levá a quê homi, o fejão tá pôco, o arroz cabô, a farin-a só tem uma quarta, a carne só de peba - que quem caça sô eu...
- Vê se você dá um jêto de caí din-êro nu seu borso!! Ah, quem atrái as côsa é a terra num é teu borso, não, né!!
- Ora mulé, eu ve-in-o cuma notiça dexa e você me tira de tempo purque num entende!!...
- Tá home, pode sê que você ten-a razão... agora vá tomá bain que o armoço tá quase pronto...
- Mas uma côsa me preocupa...
- O quê home de Deus?
- Por que a terra atrái as côsa? Por que tudo é atraído pela terra?
- É home, a tua preocupação é grave, é muito grave mermo (debocha ela)...
- É... é grave mermo mulé... é grave mermo... é grave... é gravíssima. muito gravíssima - e sai pensano: vô coloca o nome dexa força de gravidade, mas aina tein-o que discubri o porquê que ixo acontece...
Arre... aí eu acordei e fiquei pensano, cumé que exes home e mulé das ciença cunsegue vê côsa que as pessoa comum num consegue?

2 comentários:

Vênus disse...

Oieee,Talício
Saudades de vc!!
Pois é,amigo..e esse Newton continua dando nó em muitas cabeças de estudante por aí...
Vc tem razão:.."exes home e mulé das ciença cunsegue vê côsa que as pessoa comum num consegue.."

beijos

Anarquistas disse...

Rui
Depois vá dar sua opinião no meu texto lá no Anarquista..acabei de postar..
bjs