quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

A Bíblia tem histórias interessantes (1)

http://www.desktopscenes.com/Autumn%20Scenes%20from...

Já ouvi muita gente discordar da veracidade da Bílbia, outros tantos concordarem com a inspiração divina em sua totalidade... Sei que quanto mais a gente estuda suas letras, mais a gente se encanta.

O que eu acho mais interessante da narrativa bíblica é que os heróis bíblicos são pessoas cheios de fé, mas com claras limitações e muitas falhas de caráter. Vamos ao princípio:

Criou Deus os céus e a terra, e a Terra era sem forma e vazia... aí vêm a citação dos dias cósmicos, colocando a criação numa seqüência que a própria ciência concorda... quanto à criação da luz antes dos astros é plausível, haja vista que há luz química em muitos locais dos cosmos, onde não há astros...
Bem, aí... tudo feito, Deus faz o homem... começou a desgraça... depois vem a mulher(ajudadora) pra tentar dar uma melhorada na administração do Éden... beleza, só o casal, como um monte de bicho, e a única missão divina que eles tinham era crescer e multiplicar... e a única restrição era não comer uma determinada fruta, para que provassem a fidelidade a Deus e o auto-controle... qual o quê... (essa fruta poderia ser uma fruta qualquer, que provavelmente não era a maçã, a história da maçã surgiu na Inglaterra alguns milênios depois, mas é outra história).
Tão logo a curiosidade (dizem que foi a feminina) viu o fruto, cheirou, sentiu sua cica, não deu outra: croc... comeu... deu pro cara, que croc também (dizem que o homem comeu porque os homens são mais solidários que as mulheres, ela teria dito a ele, 'meu filho comeu sozinho se lasque sozinho também, assuma o que fez, eu é que não vou me ferrar por causa da tua desobediência'), daí pra condenação foi um passo.
Agora a mulher iria parir com dor (talvez nunca houvesse parido, talvez não houvesse a noção de dor, talvez parisse como os bichos e a dor de parto surgira como castigo - isso está acima de minha compreensão, então nem quero questionar pra não queimar os poucos neurônios que tenho).
O castigo para o homem é o trabalho, agora ele iria ter que trabalhar para comer; A serpente, que levou a maior culpa por tudo, passou a ser comparada com o capiroto...
Mas aí começou a reprodução humana... o primeiro incesto, se Eva foi criada a partir de Adão, era-lhe filha, então coabitaram e tiveram Caim, Abel, Sete e filhos e filhas (conforme Gênesis 4), também ocorreu o primeiro homicídio, um fraticídio, por motivo banal: inveja; e a primeira forma de "vista grossa" da autoridade, uma vez que Deus mandou Caim sair vagando pelo mundo, mas colocara-lhe um sinal sobre o frontal para que ninguém o matasse, e aquele que o matasse seria vingado sete vezes, pelo próprio Deus.
Mas tudo bem, porque se não existia lei, não existia crime, porque as leis não são criadas para dizer o que se pode fazer, mas para dizer o que não se pode fazer... como não tinham leis, incesto e assassinato não eram nem pecado nem crime, o pecado era comer o fruto proibido...
Tal pai tal filho, papai incestara com sua filha, vamos incestar com nossos irmãos e irmãs, e assim caminhou a humanidade...
Nem todos eram ruins, surgiram alguns 'fiéis' a Deus. Daí vieram Enoque, Matusalém, Noé... e a primeira hecatombe, uma hiper-inundação que destruiu tudo...
Pense aí, um cara fazer um barco sozinho, sem ferramentas, para colocar uma pancada de animais, e passar cem anos construindo... isso é outra história...

3 comentários:

Lucy disse...

nao sei como t achei! rs
não me lembro....
acho q vc deve ter comentado em algum blog q eu visito...
mas gostei daqui e vou t linkar pra poder voltar mais vezes..!
bj

Lucy disse...

PS: NAO ACHEI SEU MSN NO SEU PERFIL...
BJIM

David disse...

Passei para retribuir (com certo atraso, concordo) a visita lá no meu quase ex-blog. Ando sem tempo até de dar as devidas atenções a dona genésia, que dirá escrever.

Quanto ao texto, me recuso a comentar a bíblia. Toda vez que faço isso viro "aquele ateuzinho que acha que está certo".

Um abraço.