quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Meu caderno de espirais



- Qual a diferença entre o folêro e o fuleragem? - o folêro é quem fabrica o fole e fuleragem é quem toca o fole...

- Qual a diferença entre o fulêro e o fuleragem? - Fulêro: rimos com ele; Fuleragem: rimos dele

- Pai, quem é mais inteligente, o filho ou o pai? - Claro que é o pai, meu filho... - Pai, então me responda, quem inventou o pára-raios? - Ora, meu filho, fou Benjamin Franklin... - E por que não foi o pai dele?

- Dizem que devemos assumir o que somos, penso que melhor é nos tornarmos no quê queremos ser

- O segredo de viver bem é o mesmo para atravessar as ruas: olhe sempre para os lados antes de dar o primeiro passo

- Alguns milhões de irmãos seus morreram no ventre de sua mãe para que você nascesse... viva, então, de forma que todos aqueles milhões se orgulhem por ter sido você

- O bode expiatório é o cara que paga o pato no lugar do lôbo vestido de cordeiro

- Muitas religiões afastam seus fiéis de Deus, porque exigem coisas absurdas e vazem vistas grossas para os verdadeiros pecados contra si próprios, contra a humanidade e contra Deus

- Amar é tão simbólico quanto respirar: ninguém vê o que realmente está acontecendo, mas todos percebem e sentem seus efeitos

- Sempre que tomamos todos os cuidados, nada de errado nos acontece, mas no dia que relaxamos o acidente ocorre - a questão é que não percebemos que nada acontece, porque estamos cuidadosos

- Fatalismo é a mania de culpar o acaso ou o destino pelas nossas incompetências

- É necessário crer em Deus, senão, em quem colocar as culpas pelos acidentes, pelas decisões erradas e pelas mazelas que nós mesmos -seres humanos (direta ou indiretamente) - criamos?

- É necessário crer em Deus, senão, a quem agradecer pelas coisas boas que nos acontecem, pela sorte e por todas as coisas maravilhosas que não sabemos explicar?

- É mais fácil ser forte numa guerra, que diante um filho faminto

- Sinceridade não basta! - senão o infiel diria à sua parceira: traí-lhe, mas estou lhe contando porque sou sincero...

- Terreno é um pedaço de terra que tem um dono e uma cerca (do filme "A ilha das flores")

- "Não existe sábado sem sol, domingo sem missa, nem segunda sem preguiça" (Dito popular)

- Quem não consegue voar sem tirar os pés do chão deve se perguntar-se se vive

- "Dizer somos sempre bons amigos, é muita mentira para mim" (Chico Buarque em Pois é)

- "Qualquer maneira de amor vale à pena" (Milton Nascimento - Paula e Bebeto)

Um comentário:

van disse...

Olha,muito divertido e verdadeiro. O humor sempre nos faz pensar melhor9sem estarmos de guarda).As religioes nos forçam a um estágio pré selvagem.Quando a mente se livrará delas?? Amar é simples,mas...complicamos. E..toda forma de amor vale apena amar.Ainda que tenha alguem de porrete querendo quebrar nossa cabeça ou...o coração.mas vale amar!