sábado, 29 de março de 2008

LEI DA INSEQÜIPILIDADE

De Scarambone: 1. Se a infunilidade da premescência formar uma avianência proglística, pode-se sequapar a dita-cuja; 2. Se a infunilidade da premescência, em vez de formar uma avienência proglística, simplesmente demessioná-la, ou, ainda, se a avienênica não for proglística, a premenescência será insequapável. 3. Se, por outro lado, a premenescência não tiver infunilidade, além de não poder ser sequapável, será a mesma seqüipível. 4. Para se manifestular a premenescência de qualquer drobistema ou frotidema, é necessário que ela seja seqüipível; 5. Mas, para tornar qualquer drobistema ou frotidema vidável, ele terá de se inseqüipível. 6. A inseqüipibilidade é condição sine-qua-non para o reconhecimento de qualquer frodive. 7. Destarte, o superbotivo de inseqüipível é inseqüipóvel.
Esta obra foi-me fornecida por um
de meus irmãos

8 comentários:

Vênus disse...

Olá,amado

Como vc está?Saudades..
O que que é isso???seu irmão é doido? Traduza pelo "amordezeus".rs
Estou arrumando mudança para o Rio..

Beijos

Lucy disse...

oi amigo....
saudades d vc...
bjim

Amigao disse...

Este texto é uma contraprofudencia total.

Débora disse...

Nossa...quanta premenescência insequipível...
Haja frodivel!!rs

bjs

Marcos disse...

Parece discurso de político.

Carabolho disse...

Quem de nós fez isso?

Ordisi Raluz disse...

Gosto de parlarmentar sobre rebimbocas das catrancas das grampalas à revelia de um formato inconstitucionalissimamente formatado para extraterrenos lustrados ou nem tão ilustres. Mas fica o agradecimento por tão agradável visita e comentário no desblogado blog deste comentarista deveras desatrado. Abraços, em português castiço, rs.

tita coelho disse...

Credo!!!Li com dicionário na mão rsrsrsrsrssrsrsrssrs Igual discurso de políticos ahahaha
beijos