sábado, 3 de maio de 2008

A Bíblia tem histórias interessantes - O chifre de Abraão

Abrão era um camarada muito rico que morava na cidade de Ur (perto do que é hoje Teerã) e sob ordens divinas sai de lá com seus rebanhos, empregados, pai, sobrinho e esposa (Sarai)... e peregrinam à fabulosa Canaã... Deus faz uma aliança com Abrão, assim ó, de grátis, porque foi com a cara de Abrão, que já tinha dado sinais de ser um cara crédulo às pampas. Os termos deste acordo eram: 1. te darei um novo nome, a ti e à tua mulher - ela será Sara e tu Abraão; 2. toda essa terra que vês será tua e de teus descendentes, até onde tua vista alcançar; 3. tu terás um filho em quem depositarei minhas bênçãos, mesmo sendo já velhos, tu e Sara, eu lhes darei um filho - Sara não acreditou e riu, daí o filho deles se chamar Isaque (riso); 4. de tua descendênca nascerá o Messias; Abrão, agora, Abraão queria saber o que tinha que fazer, para receber tudo isso: - Não precisa fazer nada~, Abraão, basta me adorar como teu Deus! Abraão topou, é claro! Chegou um tempo de seca e Abraão foi com sua mulher pro Egito, mas Sara era uma gata... muito bonita meeeeessssmo. Abraão com medo que o Faraó quizesse pegar Sara e pra isso o matasse, combinou com ela, para que dissessem que ela era irmã dele, não esposa. Faraó se encantou da mulher e crau, levou ela pro palácio... quando ele soube que eles eram mesmo marido-mulher ficou furioso: - Pô, Abraão, te recebi como amigo e tudo... e tu me deixa pegar tua mulher pra ser minha esposa, faz o seguinte, pega ela, teus cacarecos e panos de bunda e te manda daqui!!! Abraão voltou pra sua terra!!!! Vejam só... o "pai da fé" prefere ser corno que brigar pela mulher dele, deixou que o Faraó levasse sua mulher a dizer a ele: Êpa, arreda o olho que essa aqui tem homem!! Merecia mesmo o par de chifre que levou, sim, par, porque levou o chifre de Faraó e depois de Alimeleque... Até onde Sara aceitou essa situação por ser submissa? Será que ela não gostou de provar outras camas, outros perfumes suores???

5 comentários:

BRUNO LEONARDO disse...

Êita,que já vai longe o tempo do chifre...
Mas,vc tem toda razão:Sara gostou!!! kkkkk

Cara,obrigado pela propaganda da Blogagem Coletiva ali no seu cantinho esquerdo.Curioso para ver o que vai sair disso..hehehe

Abração

Julia disse...

Até hoje, ainda existe esse problema de chifres!rsrs

Infiel disse...

Ola meu querido amigo, acabei de postar inspirada nas tuas palavras, não sobre os cornos do outro mas sobre a loucura de ser louca hehe

- as pessoas seguem uma religião mas não a sentem, seguem palavras sem sentido só porque as escutaram, vêm o que querem e lhes interessa
ha sempre uma desculpa para tudo

um abraço

Marcos disse...

Uma coisa que nunca gostei em Deus foi essa sua presunção ou complexo de Baby Sauro: "tem que me amar! Tem que me amar!"

Amigao disse...

Amigão,
Não sabemos se gostou,naquela época o sexo não era por amor e sim uma coisa mais de submissão escravidão, por ai.
Até ser proclamado o Pai da Fé, foi um grande aprendizado.

abração